O Melhor Curso de Instalação de Ar Condicionado – Aprenda Agora Mesmo!

Considerado essencial por muitos, principalmente com os verões rigorosos e com o aumento da temperatura nos últimos anos, a procura por aparelhos de ar-condicionado vem crescendo a cada dia e, com isso, a busca por profissionais capacitados no assunto também. Criado em 1902 pelo engenheiro mecânico norte-americano Willis Carrier para resolver o problema da empresa de impressão em que trabalhava em Nova York, que em dias quentes tinha seu trabalho prejudicado, pois o papel absorvia a umidade do ar e se dilatava, a máquina foi a primeira a conseguir condicionar mecanicamente o ar. Por um mecanismo de resfriamento do ar por dutos artificialmente resfriados, Carrier teorizou que poderia retirar a umidade da fábrica controlando a temperatura e a umidade do ambiente.

O Avanço

Com o avanço da tecnologia, a invenção de Carrier sofreu muitas melhorias ao longo dos anos, mas o princípio de ciclo de refrigeração e tratamento do ar continua sendo praticamente o mesmo. Os primeiros aparelhos de ar-condicionado usavam gases tóxicos ou inflamáveis como a amônia, o clorometano e o propano, o que era muito perigoso e poderia resultar em acidentes fatais em caso de vazamento. Hoje em dia a substância líquida usada é formada por uma mistura de cloro, flúor e carbono, a chamada R-22(Clorodifluorometano), que é extremamente segura. A modernização dos aparelhos de condicionamento do ar é constante. Mudanças nos processos, tamanho, eficiência e preços, fez com que mais pessoas adquiram um aparelho e fez a demanda por serviços especializados crescer. Foi pensando em atender esse nicho do mercado que o curso de ar condicionado foi criado.

Seguindo a linha da modernização constante dos equipamentos domésticos, o condicionador de ar split virou a febre do momento, por sua praticidade, menor consumo e menos barulho interno. Com isso os condicionadores de ar de janela começaram a ser substituídos por esse sistema que é vendido em duas partes, a condensadora e a evaporadora e se faz necessária a atualização quanto a instalação de ar condicionado e sua manutenção. O profissional precisa estar apto a instalar e fazer a manutenção dos aparelhos, identificar e solucionar os problemas comuns, saber o local correto de instalação, como gerar vácuo nas tubulações, flangeamento e outras particularidades. Por isso a importância de cursos que habilitam o profissional para elaborar e supervisionar projetos de montagem, instalação e manutenção de ar condicionado.

O Curso De Ar Condicionado oferece aulas de Noções e Conceitos de Refrigeração Básica, Instalação e conserto, Instalação do motor, Funcionamento do compressor, Condensadores e evaporadores, Manutenção, Fluído refrigerante, Tipos de Compressores, condensadores e evaporadores, além da detecção de defeitos, como o que fazer quando o refrigerador está muito quente ou frio, quando apresenta ruídos, curto-circuito e odores, quais as principais falhas do circuito elétrico, quando o motor não da partida, entre outros.

O Curso

O curso de instalação de ar-condicionado é indicado tanto para o público em geral que está pensando em ingressar nesse negócio, quanto para profissionais que buscam um diferencial no mercado e querem se atualizar. A primeira coisa para se ter em mente na hora da instalação do ar condicionado é o local escolhido, já que uma parte fica dentro de casa e outra fora. Por isso, é bom considerar que quanto mais perto estiverem as duas extremidades mais barato será o custo com os tubos e fios até a outra ponta do aparelho e a mão de obra. O funcionamento do aparelho de ar-condicionado combina funções de ventilação, aquecimento, circulação, arrefecimento e filtragem do ar semelhante ao de uma geladeira. O princípio é o mesmo, uma substância dentro do aparelho, em um sistema de mangueiras, capaz de absorver o calor do ar sugado do ambiente interno e resfria-lo, que no caso do condicionador do ar é a chamada R-22, uma substância líquida a base de cloro, flúor e carbono que percorre um circuito de serpentinas, condensadores e evaporadores.

O trabalho do ar-condicionado começa com o ar do ambiente que é sugado pelo ventilador do aparelho, e passa por um conjunto de serpentinas, o evaporador, cheio de uma substancia refrigerante conhecida como R-22 em estado liquido e à 7°C. Em contato com a serpentina gelada, o ar se resfria e volta para a sala, já o R-22 ao absorver o calor do ar, evapora. O R-22 gasoso entra num compressor elétrico, é essa peça que produz o barulho do ar-condicionado. O compressor comprime o R-22 até que, sob alta pressão, faz que o gás se aqueça, ficando em torno dos 52°C.

Nessa temperatura, esse gás entra numa outra serpentina que fica do lado de fora do aparelho chamada condensador. Como ele está mais quente que o ambiente externo, o R-22 cede calor para o ambiente e se resfria um pouco, tornando-se liquido novamente. Depois, entra numa válvula que o faz perder pressão rapidamente, chegando aos 7°C. Outro ventilador sopra o ar quente que sobrou para a rua. A partir daí, o ciclo se reinicia.